“Estou subindo degrau por degrau …”

Ele é um ator jovem, não tem absolutamente nada de deslumbrado e nem tem pretensão de abandonar suas raízes e do que verdadeiramente acredita. Esse é o Gabriel Tavares, cheio de sonhos, sempre com pés no chão e percepção que paciência é melhor aliada para conquistar objetivos. A Globo já conhece ele, acredito que ao longo dos anos vai conhecer melhor ainda.

1-Novela é um simples entretenimento ou tem obrigação de educar, orientar os telespectadores?

GabrielA novela é ficção. A realidade dos fatos, do cotidiano é transmitida de maneira clara, objetiva com um toque de ilusão. Ai no caso de educar, orientar a Novela em parte contribui para em determinadas situações demonstrar a realidade. No mundo televisivo de hoje os telespectadores se familiarizam mais devido ao acesso e questões abordadas na atualidade. Em determinado ponto a novela não educa devido apelações e cenas que podem comprometer e influenciar no comportamento de quem assiste. Acredito que a base familiar deve sim ter limites e que deve existir o meio termo sempre em relação do pode se extrair de bom ou não.

2- Qual o seu diferencial como ator, em relação a tantos outros que existem no mercado?

Gabriel Simples assim… Sou humilde e estou à disposição para aprender, mesmo que determinada função esteja abaixo de minhas expectativas. Encaro tudo como desafio e como Jornalista, Ator e um ser de muita Fé busca extrai o melhor do que surge em meu caminho. É como eu achasse uma pedra e transformasse em uma joia. Tudo depende do ponto de vista, da busca incessante pelo reconhecimento profissional. Não piso em ninguém, sigo apenas meu destino com “HUMILDADE”.

3-Ainda existe preconceito em relação a atores fora do eixo Rio-São Paulo?

Gabriel Existe de maneira amena. Quando chego neste eixo me deparo infelizmente com as piadinhas do tipo: “BAIANO É PREGUIÇOSO”, mais sabemos que isso foge da nossa realidade. Somos pessoas normais que em determinadas situações temos o ritmo de trabalho mais acelerado do que estes preconceituosos. Sigo em frente estas piadas não me incomodam. Diz o famoso ditado: “BAIANO NÃO NASCE, ESTREIA!!”

4- Você parece ser uma pessoa bastante religiosa. Como a religião entrou na sua vida e como se equilibra nela para enfrentar os problemas cotidianos?

GabrielSempre fui um homem de muita fé. Fui batizado com 1 ano de idade no meio de uma procissão de Nossa Senhora e por este motivo a religiosidade e a crença de que tudo tem solução sempre me seguiram. Minha família é muito religiosa. Tenho fundamento Católico e acredito nas forças Divinas, Espirituais e da Natureza. Meus Santos de devoção são: Nosso Senhor Do Bonfim, Nossa Senhora Da Conceição Da Praia e Irmã Dulce e quando estou em desespero ou até mesmo para agradecer recorro à eles. Confesso que não é fácil, no meio de tribulações, problemas e dificuldades, me ajoelho e clamo a Deus e aos Santos e Anjos que não me desampare.

Muitos em nossa Sociedade vivem sem esperança, sem Fé. Procuro passar palavras de incentivo, coloco todos lá em cima, pois a vida nos retribui o que plantamos. Em certos momentos da vida fui muito criticado por alguns acharem que minha Fé era exagerada, apelativa. Estas pessoas não conseguem dimensionar a Luz e dimensionar o que passamos, as nossas tribulações, as nossas perdas. Depois que meu amado Irmão Cristiano de 34 anos faleceu, há 2 anos em decorrência de um câncer, a Fé em Deus vem se tornando a cada dia mais forte, pois só ela é capaz de nos manter em pé!!!

5- Como cidadão e como jornalista, o que acha do jornalismo praticado atualmente, marcado por sensacionalismo e violência verbal gratuita?

Gabriel Minha formação jornalística contribuiu e até hoje me fortalece na questão da minha imagem. Procuro sempre andar devagarzinho, acredito que as oportunidades vêm com tempo. O que me desmotivou em seguir paralelamente como Jornalista foi a falta de qualificação profissional em determinados veículos e o padrão jornalístico aprendido no curso de Comunicação. Na teoria uma coisa, na pratica é outra e você tem que se enquadrar no sistema. Ai entra a questão do publico alvo que acontece o sensacionalismo e a violência verbal. Temos que ser imparciais, existem tipos de JORNALISMO ai cabe o telespectador e ate mesmo o Jornalista escolher o caminho para ascensão profissional.

6- Quais projetos para o segundo semestre desse ano?

Gabriel Segredo… rsrs vem mais uma vitória por ai… Posso adiantar o seguinte… Vou viver um personagem de época… As gravações serão no Rio de Janeiro… Vocês vão gostar. A minha maior felicidade é perceber que tudo que venho pedindo a Deus está acontecendo de maneira gradativa… Estou subindo degrau por degrau e sinto que ainda vou proporcionar muitas alegrias a este Brasil que tanto amo. Obrigado a você Igor, jornalista baiano que nos deixa feliz por abrir seu espaço para que os queridos leitores conheçam os nossos valores e opiniões sobre determinado assunto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s