“A mídia não consegue mostrar nem metade da nossa real situação com o Meio Ambiente”

Com a mesma capacidade que possui em enxugar lágrimas de alguém que sofre, com palavras incentivadoras, transparecendo uma sensibilidade que parece abraçar nossa alma, nosso convidado, também se preocupa em enxugar lágrimas do meio ambiente, maltratado pelo descaso das autoridades e, por algumas pessoas no cotidiano. Diego Jácome, professor de Biologia e cientista, participou do concurso de beleza, Mister Brasil 2015, mas acabou chamando atenção pela sua beleza interior. Quem agradece é a natureza e as pessoas. Vamos conferir a entrevista?

Diego Jácome. Talento, disciplina e empatia. Foto: Reprodução

Diego Jácome. Talento, disciplina e empatia.
Foto: Reprodução

Cjmartim: Conseguiu retomar sua rotina depois de passar por um concurso de beleza? Acredita que direta ou indiretamente afetou um pouco sua carreira como professor?

Diego JácomeSim, voltei com tudo à rotina, é claro mudaram algumas coisas em sala. No geral acho que estou bem mais desinibido e recebi uma proposta mais atrativa de outra rede educacional, então acabei mudando de emprego, hoje trabalho no Grupo Impacto/ GranCursos Pré-vestibulares.

Cjmartim:  Ainda tem o objetivo de fazer mestrado e doutorado em Zoologia?

Diego Jácome: Com certeza! Inclusive já comecei a me preparar para o mesmo retomando as pesquisas que deixei paradas durante o concurso.

Cjmartim: A situação da educação no país sempre foi algo preocupante. Sem apartidarismo, avançamos exatamente em quê com o governo atual?

Diego Jácome: Sinceramente creio que em praticamente nada. Infelizmente no histórico da educação brasileira sempre o governo adota medidas paliativas para alguns problemas, mas nunca chega de fato a sua solução. Em resumo, nadamos e continuamos a morrer na praia. 

Cjmartim: Muito se fala em alimentos orgânicos, que não emprega radiações ionizantes, materiais sintéticos… Mas eles têm cem por cento de confiabilidade? Se fossem alimentos com preços acessíveis para população, até que ponto o meio ambiente agradeceria?

Diego JácomeA questão da confiabilidade estaria ligada à sua forma de produção e a uma fiscalização rígida sob os produtores. Com certeza o ambiente agradeceria muito, mas nesses tempos modernos temos o grande dilema de como alimentar uma superpopulação que cresce cada vez mais. Nesse modelo fica muito complicado mudarmos toda a produção para orgânicos e ao mesmo tempo garantirmos a segurança alimentar da população.

Cjmartim: A denominação Ecochato ainda se faz presente em nossa sociedade. Por que muitos profissionais ligados a questões ambientais, não se preocupam em mudar a linguagem técnica e muitas vezes com um dedo em riste no rosto das pessoas afirmando que todos somos culpados? Estereótipo ou realidade?

Diego Jácome: Infelizmente, a forma como a sociedade humana se desenvolveu afeta de forma direta o ambiente. Do ponto de vista biológico, nossa espécie se classificaria como uma praga ao planeta por suas atitudes, e pelo tamanho de sua população.  Acredito que o apego à linguagem técnica vem caindo com o tempo, mas os cientistas não o fazem por mal.  É que às vezes quando ficamos tão focados em uma área de estudo acabamos levando os termos técnicos ao cotidiano, eu mesmo já fiz muito isso.

Cjmartim: Qual o seu diferencial como professor em relação aos seus colegas que ensinam Biologia?

Diego JácomeCreio que o meu carisma acaba conquistando os alunos e a partir daí criamos um vínculo incrível de aprendizagem e confiança. 

Cjmartim: Qual o livro que anda lendo atualmente e quais cita que não devemos passar pela vida sem ler?

Diego Jácome: Os Vikings de James Graham Campbell sou fã de história de civilizações antigas! Olha são tantos viu, mas sem dúvida os livros de Machado de Assis são os melhores, eles trazem uma reflexão sobre a sociedade atual e exigem um pouco mais da mente!

Cjmartim: Algum  incômodo quando as pessoas o abordam de forma superlativa, por causa da notoriedade conquistada no concurso?

Diego JácomeLevo tudo isso com um belo sorriso e muita simpatia. Na verdade, sou uma pessoa bem acessível, o que torna esse tipo de assédio incomum. As pessoas continuam me vendo como Professor e não como um mister intocável.

Cjmartim: O chamado “Eco terrorismo” é muito presente na mídia. Alguns exemplos de exageros cometidos em relação ao planeta que vivemos?

Diego Jácome: Infelizmente, o que vejo é uma forma atenuada do problema, acredite Igor estamos em um estado crítico para o planeta. A mídia não consegue mostrar nem metade da nossa real situação com o Meio Ambiente.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s