Bruno Daltro: ‘Muita gente procura a felicidade incessantemente de forma errada’

Bruno Daltro, o Nebuzaradã da novela ‘O Rico e Lázaro’, na Record TV, concedeu uma entrevista exclusiva, ao Cj Martim, falando sobre carreira, felicidade, críticas, beleza…

Bruno Daltro

Bruno Daltro. Foto: Ricardo Penna/ Stylist Alê Duprat.

Atores começam carreiras abraçados por medos e incertezas. Triste que esse abraço costuma durar pelo resto da vida, mas também fornece uma coragem de enfrenta-lo e buscar novos caminhos. Que os medos e incertezas sejam brandos com você, Bruno, para caminhada ser longa!

Cj Martim: Você já participou da peça “A Serpente”, do dramaturgo Nelson Rodrigues. Como foi esse “mergulho” nessa obra tão complexa e despida de preconceitos?

Bruno Daltro: Foi ótimo para meu crescimento como artista. Eu já havia montado Nelson Rodrigues, na CAL, onde me formei, então eu já sabia onde estava me metendo (risos).

Cj Martim: Felicidade é algo líquido para você?

Bruno Daltro: Muita gente procura a felicidade incessantemente de forma errada, em coisas materiais, em ter, em bens. E na verdade, a felicidade é um estado de espírito. Se você está bem com você mesmo, se você age correto para com o próximo e consigo mesmo… Acho que é por aí. 

Cj Martim: Primeira novela! Medo de críticas do público, da imprensa ou da sua autocrítica?

Bruno Daltro: Acredito que se você tem medo de crítica, você está na profissão errada. Minha única preocupação é em fazer bem o personagem, com a minha verdade e me divertir fazendo o que eu amo, que é atuar. Uma vez um grande ator disse: “A gratificação vem quando se está atuando, fazendo e não com o resultado”, e eu concordo plenamente com isso.

Cj Martim: O guerreiro Nebuzaradã vem mexendo muito com seu emocional e físico? Conta detalhes da preparação do personagem.

Bruno Daltro: Mexe por que ele é bem denso! Ele é o tipo de cara que passa por cima de qualquer um pra conseguir o que quer e deseja sem remorso algum. E quando digo de tudo, é tudo mesmo! Fisicamente estou com um personal, meu xará (risos) pra me ajudar adequadamente! Pesquisei muita coisa em filmes épicos e seriados, principalmente GOT (Game of Thrones). Além de estudar todo o contexto político, histórico, social, econômico e por aí vai, da época.

Cj Martim: Chamar um ator de bonito ou elogiar sua forma física constantemente, indiretamente, não prejudica o que deveria ser o foco principal, que é atuação?

Bruno Daltro: Acredito que não. Existem os dois lados da moeda em tudo. Procuro focar no meu trabalho e apenas isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s