Banda Magnólia: ‘Deixamos de ser um sonho. Somos reais’

Sim, o Brasil não é só sertanejo; sim, ainda existe rock no país! Entrevista exclusiva com a Banda Magnólia, que mantém o pacto de colocar novos elementos a esse gênero musical que era xodó por aqui nos anos 80, mas continua cumprindo seu papel de exercer uma boa reflexão em nós. Trabalho novo, cenário musical, são alguns dos assuntos abordados.

ViewImage.jpg

Banda Magnólia. Foto: Zanelli Caldas

CjMartim: Os jovens atualmente ainda se interessam pelo rock ou estão embebidos somente pelo sertanejo universitário? 

BandaMagnólia: Cada ritmo, estilo musical, tem seu espaço, e,por hora,alguns acabam “sintonizando” melhor com as pessoas em determinados momentos do que outros. O rock sempre esteve associado com uma postura de ousadia, de afronta, um grito de libertação, uma mudança de padrões, o que é ótimo, pra gente, casa muito com a nossa ideia do fazer musical, pois,pra nós mesmos, fazer música é superar nossos próprios limites. Se essas mesmas pessoas que curtem o sertanejo, o funk, o samba, de alguma forma também sentirem que há espaço pro rock da magnólia em seus corações, lá estaremos.

CjMartim: Conta um pouco da música ‘Isso não é suicídio’, como surgiu, o que essa música carrega no estilo da banda, expectativas.

Banda Magnólia: Essa foi uma das primeiras músicas que escrevemos para o novo álbum. A parte instrumental foi feita pelo Rick e a letra por mim. Eu vejo essa música como uma fusão perfeita das várias influências da Magnólia. Ela tem bastante dinâmica, caminhando por partes mais leves e,depois,explodindo em um refrão bastante agressivo. A letra fala sobre como é difícil equilibrarmos nossos vícios cotidianos com a vontade de aproveitar a vida ao máximo. Afinal, se todos vamos morrer um dia, por qual razão não deveríamos aproveitar tudo ao máximo? Acho que ela consegue ilustrar bem a ideia do niilismo, do carpem diem, o que,às vezes, pode custar caro.

CjMartim: Como lidam com o ego? O elogio, muitas vezes, assassina talentos e boas histórias? 

Banda Magnólia: O elogio é um combustível, mas deve ser encarado com seriedade. É indicativo de que nosso objetivo maior, o de alcançar as pessoas com a nossa música, está se concretizando, no entanto, jamais pode representar que o jogo está ganho. Aliás, o jogo nunca estará ganho, e é nisso que reside a maravilhosa incerteza da música, pois sempre existe novos caminhos, novas descobertas, e novas percepções acerca do seu trabalho. Se entregar nessa incerteza de corpo e alma, e acreditar que é possível trabalhar nisso dia após dia,é o que nos faz maiores.

CjMartim: A banda não compactua com essa obrigação de ser feliz 24 horas que a mídia propaga, mas a melancolia, a reflexão, não geram tristezas profundas?

Banda Magnólia: Seres humanos não são felizes 24 horas por dia. Pra mim, o conceito de felicidade reside mais na forma como você encara a vida do que necessariamente na quantidade de momentos alegres que você vivencia. Se você luta por algo que acredita, mesmo que isso não seja confortável, há sim a felicidade pela oportunidade de fazer aquilo que fala mais forte dentro de você. E a música tem esse poder, de expressar dores, paixões, momentos de intensa euforia e de profunda melancolia. A Magnólia é a oportunidade que temos de expor com a maior força possível nossas formas de ver o mundo, nossas tristezas e alegrias, nossas dores e prazeres, o que temos de frágil, e o que temos de mais potente. Quaisquer sentimentos que sejam, se intensos, verdadeiros, são válidos em sua existência, pela verdade que carregam consigo.

CjMartim: Quais projetos para 2018? 

BandaMagnólia: Deixamos de ser um sonho. Somos reais. Existimos; 2018 será um dos anos mais importantes das nossas vidas. Vamos consolidar a nossa carreira.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s