Cacau Oliver: ‘O ego dos famosos é como se fosse uma droga’

Não existe no país quem melhor acolhe as subcelebridades. Estou falando do assessor de imprensa e apresentador do programa ‘Criador de Celebridades’, que inclusive estreia hoje, às 20h, no canal fechado E!, Cacau Oliver. Todas suas curiosidades desse mundo louco e atraente chamado fama, que nenhuma celebridade conseguiu explicar, você confere nesta entrevista exclusiva.

thumbnail_image2 (2)

Cacau Oliver. Foto: Vanessa Carvalho.

CjMartim: Comenta um pouco do programa ‘Criador de Celebridades’, que estreia hoje, no canal fechado E!

Cacau: O “Criador de Celebridades” é um programa que vai mostrar os bastidores da notícia, como ela é criada, quem são as pessoas que buscam a fama. É um pouco do mágico mostrando os seus truques. Nesta primeira temporada de 13 episódios, diferentes celebridades que foram criadas na internet serão reveladas pelo “Criador de Celebridades”.

CjMartim: A maioria das celebridades brasileiras são vítimas ou algozes da fama?

Cacau: Eu acredito que são algozes da fama no início de uma carreira de qualquer ‘celebridade’. Aqui, quero dizer em qualquer seguimento, essa busca pela ‘fama’ tem o seu preço. Essas celebridades, por não saberem que toda atitude e exposição tem um preço, aceitam em muitos casos estar em situações que certamente irão se arrepender. Hoje ainda com as redes sociais esse preço é maior: uma simples opinião mal colocada pode viralizar e criar uma dor de cabeça para esta celebridade.

CjMartim: Como controla a egotrip dos famosos? 

Cacau: Essa é uma pergunta que me faço desde que comecei (risos)  e nunca tive a resposta. O ego / fama é como se fosse uma droga: pense um famoso viciado pela fama, o ego é o ambiente onde ele satisfaz seu vício.

CjMartim: Um grande site de celebridade chegou ao fim, fim também de uma revista impressa conceituada de famosos e jornalista suspendendo blog polêmico de artistas para se dedicar à TV. O Instagram veio para mudar esse ramo de jornalismo? Afinal, as próprias celebridades, atualmente, já fornecem material suficiente da vida delas?

Cacau: Acredito que a forma que notícia era construída não existirá mais, as redes sociais, aí incluindo o Instagram, fizeram com que a busca por estas celebridades em sites e outros ficassem de certa forma ‘obsoletos’. O interesse do fã pelo ídolo também passou a ser muito menor. Hoje eles sabem exatamente o que, onde eles (celebridades) estão e o que pensam, isso em tempo real com os chamados stories. E vou um pouco além de dizer que a assessoria de imprensa ficou em muitos casos sem uso, perdendo até 80% da sua utilidade.

CjMartim: Acredita que o artista tenha obrigação de divulgar suas aparições na mídia (links de sites, fotos de capas de revistas, jornais) em suas redes sociais ou o assessor de imprensa delas não pode exigir isso?

Cacau: Eles não tem a obrigação de divulgar. Isso é ruim para todos e sendo sincero essas situações fizeram com que milhares perdessem os empregos, porque revistas, sites e blogs não tem como brigar com algo que vem diretamente da celebridade. Perderam de certa forma sua utilidade quando falamos de celebridades e infelizmente o assessor não pode exigir isso.

CjMartim: Quais dores e delícias de ser Cacau Oliver?

Cacau: As dores acho que são  as pessoas acreditam que tudo acontece num passe de mágica e que todas as minhas ideias tem de obrigatoriamente funcionar. As delícias, é ver pessoas que vieram até mim com um sonho ou projeto e eu pude de alguma forma ajudar a concretizá-los.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s