Alok: ‘Deixo de ser um dj de música eletrônica e viro um artista pop’

Alok. Foto\\ Marina Silva

[entrevista exclusiva]

ALOK, sempre simpático, concedeu uma entrevista exclusiva para o Festival de Verão Salvador. Ele explicou os rumos da música eletrônica e todos os rótulos que cercam esse universo.

cjmartim: A música eletrônica vem em um rumo bacana ou se perdeu?

Alok: Não, o que acontece: a música eletrônica ainda se mantém muito segmentada.Em alguns pontos, tipo, a minha carreira ficou mais abrangente porque eu não me vejo mais como um artista de música eletrônica, por mais que seja minha matriz, minha essência.Eu me vejo como um artista pop, deixo de ser taxado como DJ de música eletrônica e passo a ser pop, então eu me sinto como se fosse uma alma livre, entende? Eu não julgo nenhum tipo de som e também não posso ser julgado por isso. Então sou livre!

Deixe uma resposta