Luiz Felipe Altenfelder: ‘Eu passo sentimentos com minhas fotos e a repercussão é muito boa’

Luiz Felipe Altenfelder. Foto\ PINO GOMES

[entrevista exclusiva]

O Rio de Janeiro caiu de amores por ele e você sabe o motivo… Refiro-me ao modelo Luiz Felipe Altenfelder, o entrevistado desta semana. Ele disputa uma vaga no concurso de beleza masculina Mister Brasil CNB. Entre tantos assuntos, destaco a opinião dele sobre envelhecimento no meio da moda. Leia a entrevista e veja se concorda.

cjmartim: Podemos afirmar, com todas as letras, que você é a nova sensação do Rio de Janeiro, ou melhor, do país? Suas fotos faz muito sucesso nas redes sociais.

Agradeço muito o carinho, mas apenas dou o meu melhor frente às câmeras, com fotógrafos incríveis, tento passar o máximo de sentimento com minhas fotos, fico feliz que a repercussão está sendo muito boa.

cjmartim: A carreira de ator está nos seus planos? Se sim, o que despertou essa paixão?

Sim. O que despertou isso foi a própria profissão de modelo, que mostrou-me o quanto quero trabalhar com arte e pessoas. E o fato de estar morando aqui no Rio também me anima muito, sabendo das grandes oportunidades que posso ter por aqui.

cjmartim: Modelos sempre se preocupam com o avanço da idade ou é uma questão que ignora?

 É necessário se importar sim! Se cuidar muito para envelhecermos com saúde, que isso reflete diretamente na nossa aparência, e no tempo que teremos condições de trabalhar.

cjmartim:  Muita gente acolhe você em seus momentos de tristeza ou conta nos dedos? Por que acha que ao longo da vida as pessoas acumulam tantas pessoas desnecessárias?

 Conto nos dedos. Os de verdade sabemos quem são e devemos dar muito valor. Acredito que muitas pessoas acumulam pessoas desnecessárias- muitas vezes- por interesse, outras por carência, uma certa necessidade de sempre “ter alguém” ao lado.

cjmartim: Considera 2020 um ano perdido e 2021 um ano que vai ser para reparar danos? Qual seu grau de esperança?

 Prefiro considerar 2020 um ano de mudança, de aprendizado. Acredito que nada é por acaso e temos que crescer frente a experiências como essa, nos fortalecer, tirar o lado positivo de tudo isso. E tenho a esperança que muitas pessoas tenham isso em mente. Que possamos, sim, viver um novo tempo pós-pandemia, de mais união e amor ao próximo. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s